Solidariedade com as massas marroquinas! Abaixo com a ditadura e a opressão!

Desde outubro do ano passado, Al Hoceima e suas regiões vizinhas têm visto um grande movimento de protesto. A razão direta por traz disso foi o esmagamento de um jovem vendedor de peixes (Mohsen Fikri) em um container de lixo por funcionários locais depois de protestar a confiscação de seus bens. Atrás do movimento, no entanto, há razões mais profundas, como a ditadura, exploração, marginalização e desemprego: isto é, o capitalismo e o seu estado.

O movimento de massa heroico, que tem se oposto às formas de repressão e assédio, tem inspirado os trabalhadores e revolucionários no resto de Marrocos, onde uma onda de lutas de solidariedade começou. Isto é um pesadelo para a classe dominante e o seu estado.

Depois de meses de repressão em mistura com promessas vazias, o estado agora se moveu para revelar sua verdade natureza e aumentou o ritmo da repressão. Recentemente, uma grande onde de prisões foi lançada, incluindo a maioria dos líderes do movimento. O estado também recorreu a bandidos e criminosos para atacar manifestações pacíficas em várias cidades.

Os detidos nas prisões da ditadura são sujeitos à tortura e humilhação. A juventude marroquina e as massas ao redor de Marrocos são atacadas com repressão brutal. É nossa responsabilidade lutar para parar esta barbaridade. Exigimos a soltura imediata dos prisioneiros políticos, um basta a toda repressão e que o governo atenda as exigências dos manifestantes – isto é, punir os responsáveis pelo assassinato de Mohsen Fikri, parar a marginalização e construir hospitais, escolas, empregos e outras exigências justas e legitimas.

A Corrente Marxista Internacional chama todos os trabalhadores, jovens, revolucionários e sindicalistas para apoiar a luta das massas marroquinas. Nós pedimos que você leve a luta às suas organizações e passem mensagens de solidariedade, para conscientizar acerca da repressão e expor a natureza reacionária do regime em Marrocos.

Uma lesão em um é uma lesão em todos!

Trabalhadores do mundo unam-se!

Enviem cartas de solidariedade para:

Primeiro ministro
Telefone: 00212537762709 ou 00212537774777
Fax : 00212537731010
e-mail : This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Ministro do Interior
Telefone: 00212537765169 ou 00212537760526
Fax : 00212537766861
e-mail : This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
Ministro da Justiça
Telefone: 00212537213737
Fax : 002120537734725
e-mail : This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Assim como uma cópia para This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. e This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. para passar aos ativistas em Marrocos e deixá-los saber que não estão sozinhos.

Artigo publicado em 2 de junho de 2017, no site da Corrente Marxista Internacional (CMI), sob o título “Solidarity with the Moroccan masses! Down with dictatorship and oppression!”.