Mais uma vez, a necessidade se revela através do acidente, enquanto a natureza podre da democracia capitalista americana se expunha em Iowa. A importância política do pequeno estado do centro-oeste foi elevada durante meses, enquanto incontáveis dólares e horas de candidatos eram gastos em um esforço para gerar impulso inicial para novembro. Em vez disso, o mundo foi premiado com um naufrágio de incompetência inimaginável – ou sabotagem cínica – dependendo do seu apetite por teorias da conspiração.

A mídia burguesa nunca se cansa de repetir: a esquerda francesa está em crise. Longe vão os dias em que o Partido Socialista (PS) e o Partido Comunista (PCF), entre eles, detinham uma clara maioria do eleitorado. E quando se trata da França Insubmissa (FI), eles não consolidaram o sucesso das eleições presidenciais de 2017, quando Mélenchon conseguiu 20% no primeiro turno, como vimos nas eleições europeias no ano passado.

No dia 5 de fevereiro, dois dirigentes sindicais do Fundo de Proteção Social dos Depósitos Bancários (Fogade) receberam uma notificação de proibição de entrada no local de trabalho, uma solicitação de qualificação de demissão e uma citação ante a Inspetoria do Trabalho para a sexta-feira, 7 de fevereiro. Esse é um claro caso de repressão sindical em prejuízo do secretário-geral do Sindicato dos trabalhadores do Fundo de Proteção Social dos Depósitos Bancários (Sutrabfogade), William Prieto, e do delegado de prevenção, William Guzmán.