Nos últimos dias os trabalhadores gregos entraram mais uma vez em Greve Geral para defender seus direitos, contra os cortes na previdência, nos salários, contra as demissões. Uma verdadeira multidão tem saído às ruas diariamente, enfrentando dura repressão que transformou as ruas de Atenas em um verdadeiro campo de batalha.

Em sua estadia por quase um mês e meio na Venezuela, com um olhar atento e participando de atividades da luta de classes, o relato marxista do camarada Caio nos permite sentir um pouco os ares da revolução enquanto alerta para os perigos que a ameaçam.