Lançamos um apelo ao movimento estudantil e dos trabalhadores em todo o mundo para que assinem a resolução abaixo, na qual exigimos a libertação dos presos políticos detidos no dia 1º de dezembro de 2014.

O violento sequestro e desaparecimento de 43 estudantes no estado de Guerrero em setembro mergulhou o México em profunda crise social e política. O caso dos estudantes de Ayotzinapa levou as massas às ruas e convulsionou a presidência de Enrique Peña Nieto.