Toda a história humana consiste precisamente na luta da humanidade para se elevar acima do nível animal. Essa longa luta começou há sete milhões de anos, quando nossos remotos ancestrais humanoides primeiro ficaram de pé e foram assim capazes de libertar suas mãos para o trabalho manual. Desde então, sucessivas etapas de desenvolvimento social surgiram com base nas mudanças no desenvolvimento da força produtiva do trabalho – isto é, de nosso poder sobre a natureza.

Menos de 15 minutos após ser aberto, o mercado acionário chinês foi fechado por desligamento automático. Este desligamento foi disparado duas vezes na última semana devido às rápidas quedas de mais de 7%. Este mecanismo “interruptor” foi imposto pelo governo há apenas cinco meses depois de perdas igualmente dramáticas. O governo agora suspendeu esta medida, não por uma confiança recém-descoberta, mas por um sobressalto adicional de pânico.

Iniciamos hoje a publicação de um novo trabalho de Alan Woods que nos oferece uma explicação compreensiva do método marxista de análise da história. O primeiro artigo estabelece as bases científicas do materialismo histórico. A causa final de toda mudança social deve ser buscada, não no cérebro humano, mas nas mudanças no modo de produção.