Poucas horas depois do lançamento do manifesto Tory, a vantagem Conservadora sobre o Partido Trabalhista nas pesquisas foi reduzida à metade. Os Tories estão em crise devido ao escândalo de seu “imposto da demência”, que é um ataque direto aos idosos e enfermos, os setores mais vulneráveis da sociedade.

A eleição de Donald Trump nos EUA e a ascensão de Marine Le Pen nas eleições presidenciais francesas foram recebidas naturalmente com alarme por milhões de pessoas no mundo. Alguns até advertiram sobre uma nova ascensão do fascismo. Como marxistas, sentimos que é importante não substituir a análise séria por alarmismos e exageros. Neste artigo, Rob Sewell – editor de Socialist Appeal – pergunta: o que é o fascismo? É ele uma ameaça iminente hoje?

Na terça-feira, uma fonte anônima vazou o manifesto preliminar do Partido Trabalhista para as próximas eleições gerais – sem dúvida o manifesto mais audaz e mais à esquerda que o Trabalhismo já levantou em décadas. As propostas cobrem desde a renacionalização do Royal Mail [Serviço postal nacional do Reino Unido – NDT] à restauração dos direitos sindicais e à construção de 100 mil casas municipais ao ano.